Entrevista de emprego: dicas para se sair bem em um papo online

A entrevista de emprego faz parte do processo de contratação para uma vaga. Depois do currículo enviado – e da aprovação da empresa – este é o passo seguinte a ser dado. Para muitas pessoas, esta etapa chega a dar certo friozinho na barriga. Mas, se você estiver preparado, a entrevista vai fluir mais como uma conversa do que como um interrogatório. 

A maioria das empresas segue um fluxo de contratação bem simples, que consiste em:

  • Envio do currículo;
  • Entrevista com time de RH;
  • Teste técnico;
  • Entrevista técnica com a área;
  • Papo com o C-level.

Mas você também pode encontrar no mercado processos mais simplificados. Ou até mesmo com a ordem invertida. Entretanto, você não deve se preparar para apenas uma entrevista de emprego. Mas, para todas as entrevistas seguintes que virão.

PS: Confira dicas incríveis para turbinar seu currículo e chamar a atenção dos recrutadores!

Então, se você tem uma entrevista de emprego marcada e não sabe bem por onde começar, não se preocupe. Vamos te dar algumas dicas para você se preparar e encantar os recrutadores e todo o time durante a conversa. 

Antes de tudo: pesquise sobre a empresa para a qual você se candidatou

Parece algo lógico, certo? Mas muitos candidatos chegam totalmente despreparados nesta parte. Olhe o site, leia a missão, visão e valores da empresa, olhe o blog, se inscreva na newsletters (caso exista) e tente absorver o máximo sobre a cultura da empresa.

Ainda tá na dúvida? Uma forma bem legal de saber mais informações sobre uma empresa é através do Glassdoor, site onde você consegue acessar avaliações sinceras (e anônimas) de funcionários e ex-funcionários sobre cultura, salários, etc. 

Olhar o LinkedIn da empresa também é uma boa dica. Muitas páginas são voltadas para employer branding e, com isso, você consegue ter uma melhor visão da cultura e dos valores. 

Provavelmente, lá no passo de enviar o currículo, você já deve ter se informado sobre qual o modelo de contratação da empresa (PJ/CLT), além dos benefícios. Entretanto, você também precisa estar atento ao modelo de trabalho – se é totalmente ou parcialmente remoto. Durante a pandemia, muitas empresas estão trabalhando no esquema remote first. Mas, e depois? É bom que você descubra o quanto antes.

Agora sim, a aguardada entrevista de emprego! 

Você precisa se preparar para a entrevista de emprego, certo? Pois, comece seguindo essas dicas abaixo. Elas valem para qualquer vaga, de qualquer setor, seja remota ou presencial. 

Qual o melhor ambiente para a entrevista?

Atualmente, com o coronavírus ainda em terras brasileiras, a maioria das entrevistas está sendo feita por vídeo chamadas, sendo as oportunidades para trabalho remoto ou não. Mas, se você se candidatar para vagas em outros estados ou, até mesmo, países, por exemplo, elas provavelmente vão continuar seguindo este modelo, mesmo depois da vacina.

Por isso, escolha um lugar calmo e com uma boa acústica. Use um background neutro ou com poucos elementos (o foco da entrevista é você, não sua coleção de funko). Dê preferências para lugares com bastante luz e certifique-se de que você tem à mão tudo o que vai precisar. Caderno e caneta para anotação? Água para se hidratar? Barrinha de cereal? – Não, espera, não é prova do Enem. 

Tenha em mãos as informações necessárias

Mas, quais são elas? Uma cópia do currículo que você enviou para a empresa ou o seu LinkedIn aberto é uma ótima forma de falar resumidamente sobre sua experiência profissional. Muitos recrutadores começam a entrevista dessa forma, pedindo para você fazer um breve resumo da sua carreira.

Outra pergunta muito comum é a seguinte: quais foram as maiores conquistas da sua carreira? Ou quais os maiores desafios que você já enfrentou? E, nessa parte, você pode dar uma pequena agarrada ao tentar fazer um “vale a pena ver de novo” dos seus 7 anos de profissão. Por isso, tenha anotado, em listas ou tópicos, quais são esses pontos principais. 

Muitas empresas também dão muita importância para métricas utilizadas, KPIs e resultados (em números) que você já teve. Então, ter todas essas informações organizadas e ao seu alcance, vão te economizar um grande tempo. Além, claro, de tornar a conversa mais fluida. 

Seja verdadeiro e autêntico na entrevista de emprego!

Essa pode até parecer clichê. Mas, pense comigo: quantas entrevistas um recrutador deve fazer por dia? Umas 4, 5? Não sei. Entretanto, você vai querer que ele lembre de você e não dos outros candidatos. Por isso, é muito importante que você se mostre como um candidato único e, claro, o ideal para a vaga.

Muitos sites por aí prometem uma receita mágica sobre perguntas e respostas na entrevista de emprego. Mas ela não existe. Foque em ser sincero sobre suas experiências e verdadeiro em relação às suas hard skills – as habilidades técnicas, com ferramentas, sabe?

E, se você não souber algo que foi perguntado, não tenha medo de dizer que não sabe. É importante se mostrar aberto a aprender. Pessoas curiosas e com sede de aprendizado são sempre ótimas contratações para uma empresa. 

Faça perguntas pertinentes

Em uma entrevista de emprego não é só o recrutador que faz as perguntas. Você também pode aproveitar o papo para tirar suas dúvidas (seja no início, no meio ou no final). Muitas pessoas ficam com vergonha e não aproveitam essa oportunidade de aprender mais sobre a empresa e de tirar dúvidas cruciais. O que é um grande erro.

Ao perguntar, você desperta a curiosidade do recrutador e, com isso, aumenta as chances de contratação. Mas, não foque somente em perguntas sobre salário ou benefícios (sei que existem grandes dúvidas aí). Veja alguns exemplos de perguntas que mostram seu interesse:

  • Quais são os desafios da área para este ano?
  • Como o time X pode ajudar no atingimento da meta?
  • Quais os principais KPIs da área?
  • O que você espera da pessoa que ocupará esta vaga?

Para entrevistas de empregos remotos, essa parte ainda pode incluir algumas perguntas sobre a dinâmica de comunicação e gestão, como:

  • Como é a rotina de trabalho do time?
  • Todos os colaboradores trabalham remotamente? Ou existem colaboradores na empresa no modelo presencial?
  • Quais ferramentas de comunicação vocês utilizam?
  • Vocês trabalham com ferramentas de gerenciamento de projeto e fluxos?
  • Existem momentos de aproximação entre os colaboradores?
  • Vocês possuem um planejamento de desenvolvimento individual?

E quantas outras mais você quiser perguntar. O importante é não sair com dúvidas da entrevista. Neste momento, você é quem estará avaliando a empresa para saber se, realmente, é um lugar que vai contribuir para o seu desenvolvimento profissional. 

PS: Será que o Trello ainda é a melhor ferramenta de gestão de projetos?

E as fases seguintes da entrevista de emprego?

Independentemente da empresa a qual você está se aplicando para a vaga, algumas  rotinas são padronizadas. Então, você deve ter mais de uma entrevista de emprego durante todo o processo de contração.

Aqui, o nosso foco foi na entrevista com os recrutadores. Mas, você pode seguir essas mesmas dicas para falar com o gerente da área, com o time ou com o C-level. O importante é que você mantenha a calma e seja transparente em todo o processo.

E aí, você curtiu as nossas boas práticas para uma entrevista de emprego? Sentiu falta de alguma dica? Compartilha com a gente um pouco da sua experiência! Se você está em busca de vagas remotas, a gente também pode te ajudar! 

Deixe o seu pensamento

Receba nossas novidades