6 passos para criar um currículo que impressione os recrutadores

Ter um currículo outlier é o sonho de muitas pessoas. E, para ser sincera, não é algo tão difícil de ser feito (principalmente se você ler este texto até o final). Mas, antes de começar a colocar a mão na massa, é preciso ter em mente que um bom currículo não significa quantidade de informações, mas a qualidade delas. Por isso, ser objetivo e saber, de fato, qual a função deste currículo é essencial para dar o primeiro passo. 

Então, se você já tem um currículo que precisa ser atualizado, ou vai começar do zero, fique atento às dicas abaixo!

Confira também:

* Será que tá na hora de trocar o WhatsApp pelo Slack?

* Saúde mental no home office: o que mudou com a pandemia

Por onde eu começo a montar meu currículo?

O seu currículo deve ser composto pelas seguintes informações: 

1- Dados pessoais;

Caso você esteja se perguntando quais as informações pessoais que você deve colocar, te adianto que é bem simples. Nome, e-mail, telefone… “Endereço?” Essa é pegadinha. Tem residência fixa? Perfeito. Mas se seu perfil tá mais para o nômade digital, ótimo também! “Precisa de foto?” Somente se a vaga pedir. E não precisa colocar se você é solteiro(a), se tem filhos ou número de documentos, nada disso. 

2- Breve descrição dos seus objetivos profissionais;

Aqui, realmente é importante ser claro e objetivo. Descreva um cenário profissional a curto ou médio prazo. Além disso, fale sobre suas principais conquistas e qual o seu foco no momento. Se desenvolver como líder? Se tornar especialista em UX? Utilizar palavras-chave do seu interesse é fundamental nessa parte. Isso porque alguns recrutadores podem utilizar essas palavras para fazer uma triagem antes de olhar todos os currículos. 

3- Informações acadêmicas;

Sem segredos, certo? Coloque seu nível de graduação e em quais instituições educacionais você estudou. Por exemplo: Graduação na Faculdade Y e Pós Graduação na Faculdade X.  Ah, e claro, o ano de formatura.

4- Descrição das suas experiências profissionais;

Para mim, essa é a parte que dá um pouquinho mais de trabalho. Mas você vai conseguir tirar de letra. Comece escrevendo as informações do último emprego que você teve.

Nome da empresa, cargo que você ocupava e uma descrição das suas atividades. Também é importante sinalizar o mês em que você entrou e que saiu. A partir daí, é só repetir a mesma fórmula para todas as experiências anteriores que você já teve.

Até aqui, tranquilo, né? Só que nessa parte tem uma grande sacada. Lembra que ali em cima eu te falei que você precisa ter em mente qual a função do seu currículo? Pois bem. Se você está se aplicando para uma vaga de Desenvolvedor, será que é uma boa ideia colocar aquela experiência que você teve em 2015 como atendente de Telemarketing?

Selecione os principais empregos que você teve e que sejam alinhados com o seu novo objetivo profissional. Faça uma lista em ordem cronológica, do mais recente para o mais antigo. E a mesma coisa vale para os cursos e certificados que você conseguiu ao longo dos anos. Inclusive é disso que vamos falar abaixo.

5- Cursos e certificações;

Nessa parte, use o mesmo raciocínio aplicado acima, acrescentando ao seu currículo os cursos e certificações mais valiosos para a vaga desejada. Coloque o nome do curso,  instituição de ensino na qual ele foi feito e o ano de conclusão. Alguns cursos possuem data de validade. Por isso, é importante estar atento para que seus cursos no currículo estejam todos atualizados. Ah, e não é preciso anexar a imagem da certificação, ok? (A não ser que o recrutador peça rs)

6- Grau de habilidade hard skills; 

Essas informações são essenciais para profissionais que trabalham com ferramentas, como Adobe Photoshop, por exemplo. Mas também dão ao recrutador um panorama sobre suas hard skills. Por isso, liste suas habilidades também de acordo com a vaga a qual você está se aplicando. Ah, lembrando que são habilidades em ferramentas, não suas habilidades em macramê ou pintura (a não ser que a vaga seja voltada para isso). 

E se você busca por vagas remotas, também é importante demonstrar o seu conhecimento em ferramentas de gestão de projetos e comunicação síncrona/assíncrona. Bem, você não vai dizer que é um expert em Trello, mas é legal sinalizar sua familiaridade com a ferramenta. O mesmo com as seguintes ferramentas que facilitam o trabalho remoto: Notion, Basecamp, Openproject, Meet/Zoom, Loom, Slack, e quantas outras você souber usar.

Com a pandemia, o número de vagas remotas cresceu bastante. E, com isso, a sua chance encontrar um emprego em qualquer lugar do país (ou do mundo). Por isso, detalhar ao máximo as suas habilidades pode ser um diferencial.

Hacks para facilitar a criação do currículo 

Muitos sites disponibilizam, gratuitamente, modelos de currículo prontos na internet. E essa pode ser uma boa opção se você não sabe bem por onde começar. Mas, fique atento: as opções são infinitas. E, na dúvida, menos é mais. 

Se você já possui um perfil no LinkedIn, também é possível exportar suas informações no formato de um currículo em PDF. É bem simples de ser feito, se liga no passo a passo:

  1. Vá ao seu perfil;
  2. Clique no botão “Mais”, logo abaixo do número de conexões que você tem;
  3. Escolha a opção “Salvar com PDF”;
Perfil LinkedIn gerador de Currículo

E pronto! 😉

O visual do arquivo fica bem bonito e você economiza tempo no processo. Entretanto, para dar certo, você precisa ter seu perfil do LinkedIn bem atualizado. Então, se você ainda não tem, pode pegar todas as dicas que eu dei logo acima e aplicá-las no seu perfil agora. Afinal, o LinkedIn nada mais é do que um grande currículo, certo?

Mas, se mesmo depois dessa dica valiosa você ainda quiser colocar a mão na massa e produzir o seu currículo, o site Canva pode ser bem útil. Isso porque ele disponibiliza alguns Templates editáveis para que você personalize cada detalhe. 

Exemplos de template de currículo no Canva

Além dessas opções, você também pode seguir com o básico. Criar seu currículo no Word ou qualquer outro programa de texto e, em seguida, exportá-lo em PDF.

Nunca compartilhe seu currículo em um arquivo editável, somente em imagem ou PDF, ok? 

Layout do currículo é importante? 

Sim! Mas, como já falei antes, o importante é que o currículo seja claro e objetivo. Entretanto, existem algumas ressalvas, como no caso de designers. Para eles, colocar a criatividade no currículo se torna uma forma de demonstrar suas habilidades desde o primeiro contato. Quase como um spoiler do seu portfólio. Aliás, se você também quiser algumas dicas para montar o seu, temos um texto bem legal que pode ajudar você a montar o seu portfólio.

Tá na dúvida sobre qual cor usar? Ou qual fonte? Aposte em cores sóbrias e fontes sem serifas, como a Arial ou Calibri. Acrescente imagens ou elementos visuais se for extremamente necessário para o seu objetivo. Outra dica importante: não inverta a ordem das informações no currículo na hora da diagramação. Pense que os recrutadores estão acostumados a analisar centenas de currículos por semana. Por isso, é importante que seu currículo siga este padrão para que o recrutador ache, com facilidade, seus dados. 

O que os recrutadores estão buscando?

Infelizmente, aqui não temos receita de bolo. Isso porque essa busca muda em cada empresa, em cada vaga. Entretanto, o que você pode fazer para destacar seu currículo dos demais é deixá-lo completo, com todas as informações necessárias. Além, claro, de aplicar as dicas que demos aqui. 

Lembre-se que o seu currículo nada mais é do que o reflexo da sua vida profissional. Por isso, investir tempo na construção dele, com detalhes sobre o que você faz ou sobre cases de sucesso que você já teve, é a forma de preparar o recrutador para a próxima etapa: a entrevista.

Por isso, seja extremamente sincero em seu currículo. Não tente fantasiar situações e, claro, não minta. E, se você está em busca de um emprego neste momento, confira algumas dicas para encontrar as melhores vagas de emprego remoto. Essa é a chance de você colocar em prática tudo o que dissemos aqui! Boa sorte!

Deixe o seu pensamento

Receba nossas novidades