Cansou do Trello? Esta ferramenta pode ser exatamente o que você precisa

Se você conhece o Trello, sabe que ele é uma das ferramentas de gerenciamento de projetos mais utilizada hoje no Brasil — e possivelmente no mundo. Sua interface altamente intuitiva e fluida, baseada em Kanban (uma metodologia ágil para gestão de projetos), fizeram dele um dos instrumentos de mais fácil aderência entre times multidisciplinares. E melhor: ele possui uma versão free extremamente poderosa, o que certamente facilitou sua adoção não só entre as empresas de diversos portes, mas também entre as pessoas, que o usam em atividades particulares e para controle pessoal — alô galera do trabalho remoto.

Por isso, antes de entrar nas vias de fato desse post, é importante destacar: nós adoramos o Trello e vamos defendê-lo usamos essa ferramenta por muito, muito tempo. Ele certamente faz por merecer o status de “queridinho” da categoria.

O grande “porém”

O problema do Trello é que chega um determinado momento onde sua principal vantagem — a interface simples — também se torna sua principal fraqueza. Ela limita o seu uso e faz com que a gente tenha que recorrer a outras ferramentas para armazenamento de informação quando necessário.

Aí você pode pensar “mas a beleza do Trello é justamente essa: focar em uma proposta só”. E você tem 100% de razão. Porém, e se tivéssemos uma ferramenta que, além de possuir um gestor de projetos, também centralizasse itens essenciais, como documentação, arquivos, base de dados? E se essa ferramenta fosse muito — mas muito mesmo — prazerosa de utilizar? 

Apresentando: Notion

Se fossemos definir o Notion em uma frase só, nós diríamos que ele é “um Trello com anabolizantes”. Não porque ele possa oferecer uma experiência em gerenciamento de projetos melhor que a do Trello. Inclusive, não há uma unanimidade sobre isso. Mas, sim, porque ele oferece diversas outras funcionalidades. E faz isso de modo excepcional. 

O Notion é uma ferramenta de produtividade do tipo “tudo em um só”. Baseado em wikis, suas páginas são estruturadas de modo hierárquico. Pense nele como um canivete suíço da produtividade, que contém uma série de funcionalidades. Para listar algumas: lista de tarefas, calendário, tabela de dados e, claro, páginas simples para você inserir basicamente o que quiser.

Só que, mais do que isso, você pode dispor seu conteúdo de diversas formas: listagem, tabela, kanban e por aí vai. E por fim, pode organizar seu conteúdo usado tags e filtros. Ou seja, a verdade é que são pouquíssimas coisas que você não conseguiria realizar no Notion. 

Organização de páginas de forma hierárquica. Você pode, inclusive, fazer sua própria home <3

Isso quer dizer que você pode criar páginas para o que quiser. E subpáginas abaixo dessas páginas. Cada página pode ter um quadro de kanban, uma tabela com informações totalmente customizadas, uma lista de tarefas e, inclusive, tudo isso em uma página só.

Com isso as possibilidades são infinitas: organizar uma viagem, criar um plano de estudos, armazenar seu histórico de saúde ou controlar suas atividades diárias. 

Exemplo de um quadro no estilo Kanban. Cada card pode conter uma série de informações dentro (inclusive, um novo quadro de kanban, no melhor estilo “Inception”). 

Ainda não está convencido? Então vamos te contar o principal. 

Bom, já falamos um pouco da diferença entre Trello x Notion, do ponto de vista de funcionalidade. Mas existe um outro fator positivo em relação ao Trello que certamente vai fazer você se interessar pelo Notion: a versão para uso pessoal é totalmente gratuita!

O Trello oferece uma ótima experiência gratuita que certamente atenderia muitas pessoas. Mas o Notion não impõe nenhum tipo de limitação para quem quiser fazer um controle pessoal de tarefas, ao contrário do Trello que limita os famosos “power ups”, além de impor quantidade de quadros que você pode criar (mas vamos combinar que para uso pessoal o limite de quadros dificilmente será um problema). 

Nem tudo é perfeito — mas o Notion chega perto

Você já percebeu que nós amamos o Notion, certo? Mas é nosso compromisso ser o mais transparente possível com você. Por isso temos dois alertas para fazer em relação à ele.

O primeiro é que justamente por ser “tudo em um só”, ele acaba não se destacando individualmente por nenhuma de suas funcionalidades. Se você quiser o melhor gerenciador de tarefas do mercado, ou o melhor aplicativo de tarefas, possivelmente não vai chegar no Notion. Seu ponto forte é ser “bom em várias coisas”, mas não “excepcional em tudo”. 

Outro fator importante é sobre a curva de aprendizado: diferente do Trello, que é extremamente fácil de usar logo na primeira experiência, o Notion demanda um pouco mais de paciência até que a gente consiga pegar “o jeito da coisa”. E justamente por ele não ser ainda tão popular no Brasil, o conteúdo em português disponível na internet para te ajudar a desvendá-lo ainda é ligeiramente limitado. Mas se você quer aprender de maneira prática a usar o Notion e se o fator “inglês” não é um problema, recomendamos este curso da Udemy.

No final das contas, a verdade é uma só: a melhor ferramenta de produtividade é aquela que atende às suas necessidades e que te ajuda a chegar nos resultados de forma mais acelerada. Seja ela Trello, Notion ou o famoso bloquinho de papel ao lado do seu computador. 

Deixe o seu pensamento

Receba nossas novidades